Arquivo da tag: NY

COISAS QUE SÓ NOVA YORK FAZ POR VOCÊ

O post de hoje é na realidade um repost… Há um tempo escrevi um texto sobre NY para um outro blog, e na época eu nem pensava em ter o meu próprio. Encontrei esse texto em uma das pastas do meu computador e achei interessante compartilhar novamente, mas desta vez, aqui, no meu espaço na web, com algumas modificações e de uma forma mais pessoal, com imagens de momentos que vivi e lugares que visitei na Big Apple. Boa leitura a todos!

Nova York é a cidade mais populosa dos Estados Unidos e é dividida em cinco grandes boroughts: Manhattan, Brooklyn, Queens, Bronx e Staten Island. É o lugar onde o MUNDO acontece, por esse motivo, americanos costumam chamá-la de “THE CITY”- A CIDADE, e eu, concordo plenamente! Nova York para passear, Nova York para curtir, Nova York para explorar, Nova York para se perder e se encontrar… A capital do mundo, irresistível e vibrante!

Essa cidade pulsa dinamismo a cada segundo e se você pensa em visitá-la, prepare-se para se deparar com o inusitado all the time. Ruas, lojas, parques, praças, edifícios já vistos em dezenas de filmes e seriados. Chegar ao topo dos arranha-céus como Empire State Building e Rockefeller Center irão te resumir e te fazer entender o que significa estar na Big Apple, pois ver do alto a cidade mundo e seus principais pontos turísticos, como a maravilhosa Brooklyn Bridge, Statue of Liberty e os gramados do cenográfico Central Park, é algo indescritível e memorável.

2

1

3

Falando em Central Park, não deixe de visitá-lo e fazer algo bem clichê, porém indispensável, que é sentar em um dos banquinhos ou até mesmo no gramado, assistir a qualquer uma das apresentações artísticas bastante comuns por lá e ver a vida passar, mesmo que por poucos minutos, afinal, NYC não para e também não se limita em Central Park, apesar da sua extensa área.

5

6

8

9

10

central park

Como todo bom turista que se preze, depois de um dia cansativo de caminhadas, tome um banho, e vá conhecer o melhor da noite Nova Iorquina. Eu não sou uma pessoa da “noite badalada”, por esta razão não tenho muitas dicas de baladas que agitam Nova York all nights, mas, andar pela Big Apple e conhecer seu lado mais reluzente, é praticamente um sonho e esse lugar se chama TIMES SQUARE!

11

Luzes, flashes, cores, músicas, prédios, lojas, moda, magia, restaurantes e uma multidão vinda de todas as partes do mundo. Os painéis de propaganda se tornam arte… Times Square é o coração de Manhattan e é exatamente ali que você sentirá a energia dessa metrópole pulsando!

12

13 (2)

14

Superprodução de musicais e peças teatrais ao longo da fascinante Broadway é algo bem Nova Iorquino, e no total, são 43 movie theaters formando o circuito Broadway, portanto, eu diria que a cidade respira teatro de uma forma geral, por isso, o meu conselho é: Se você for a NYC e não assistir a nenhum musical ou peça de teatro, você não foi de fato! (fica a dica). As opções são inúmeras… O Rei Leão, Mamma Mia, Chicago, O Fantasma da Ópera, entre outros… Escolha um e divirta-se!

19

561

Em Nova York, a arte dos palcos dos teatros da Broadway se misturam com a arte dos diversos museus encontrados pela cidade afora. História natural, arquitetura, fotografia, tecnologia, televisão, são alguns temas abordados pelo Metropolitan Museum, Museu de História Natural, MoMA, Museu do Sexo e o conhecido Madame Tussauds.

Ir para NYC é sinônimo de compras, certo?  Não tem como pensar em compras e não se lembrar da luxuosa Fifth Avenue, conhecida como o símbolo da riqueza de Nova York. Lojas ali localizadas, apresentam as marcas mais elegantes do mundo… Os produtos são exclusivos e de alta qualidade! Tiffany & Co, Prada e Louis Vuitton são alguns exemplos do que você pode encontrar por lá, e as vitrines são impecáveis! A Quinta Avenida é a cara de NYC, pois engloba agito, moda e glamour, portanto se tornou um lugar não somente de compras, mas também providencial para os turistas se divertirem.

Nova York tem uma imensa variedade de atividades nas mais fascinantes atrações turísticas, porém não se limita em Central Park, Empire State Building, Broadway, Times Square, Museus e Quinta Avenida, desbrave também, um pouco do East Village, Soho, explore os maravilhosos restaurantes com as mais variadas especialidades (aliás, eles estão entre os melhores do mundo, sabia?), conheça o Little Italy e Little Brazil, visite o Memorial 11 de Setembro – um dos lugares mais tristes do mundo, mas muito emocionante.

Não deixe de participar dos disputadíssimos eventos esportivos no Yankee Stadium e Madson Square Garden, abuse das linhas do metrô e não perca a oportunidade de conhecer a icônica Grand Central Station (a mais famosa de NY), mas não deixe de andar no famoso taxi amarelo. Conheça também a vista incrível de Manhattan que a ilha onde se encontra a Estátua da Liberdade te proporciona, mas lembre-se, uma viagem a NY sem conhecer o Brooklyn é considerada incompleta.

Mesmo que você já tenha visitado todos esses lugares, tenho certeza que não se arrependerá de voltar e tentar vê-los por um outro lado e dessa forma, descobrir algo inusitado em algo já conhecido e vivido!!!

Quer ver mais fotos? Então confira o vídeo abaixo…

UM ENCONTRO COM AS CELEBRIDADES NO MADAME TUSSAUDS

Viajar é ótimo, ter um destino incrível é sensacional, mas se puder incluir um encontro VIP com as celebridades que fazem história pelo mundo, melhor ainda né? Um rolê pelo Madame Tussauds é a chance ideal para isso e você não pode desperdiçá-la, claro.

O Madame Tussauds é um super museu de cera, cuja atração principal é deixar os visitantes frente a frente com astros e estrelas do cinema, esporte e da música internacional, além de líderes políticos e espirituais, personalidades históricas, super-heróis e muito mais… A sede do Madame Tussauds está em Londres, mas as impecáveis figuras de cera também podem ser encontradas em várias cidades mundo afora, (clique aqui para mais informações)

Dos vários museus espalhados pelo mundo, tive a oportunidade de conhecer dois deles (em NY e Londres). Em resumo, a estrutura, a maneira como as estátuas estão expostas e o dinamismo dos acontecimentos são bem similares. As esculturas são divididas em grupos – de acordo com a área de atuação de cada celebridade, e ficam expostas em salões temáticos. Os visitantes seguem um caminho pré-determinado, para que possam explorar todas as partes do museu. Algo bastante peculiar e que faz toda a diferença, é a iluminação e os efeitos sonoros dos ambientes. Um show, literalmente!

Vale lembrar que não existe um tempo máximo para a visita e nem mesmo regras severas para não tocar nisso ou naquilo, o que manda mesmo é o bom senso de cada um. Em geral, os turistas ficam livres para aproveitar o momento com seus artistas preferidos sem qualquer tipo de pressão.

Em um primeiro momento, os visitantes se deparam com astros e estrelas de cinema e televisão, entre eles Brad Pitt, Angelina Jolie, Julia Roberts, Leonardo DiCaprio, entre outros… A sensação é a de que fomos convidados para uma super fancy party! Logo em seguida, os ambientes adquirem diferentes características que se relacionam com a atuação de cada celebridade… Música, política, cultura, arte, esporte, religião… *PS: O fato de ser muito menor que todas as estátuas, me deixou meio frustrada, pois não consegui  tirar fotos alternativas, nem mesmo selfies… Mas não se pode ter tudo na vida não é mesmo? hahaha

foto 2

Além das incríveis figuras de cera, existe um ambiente em que cada museu tenta retratar um pouco da história da cidade onde se localiza. Esse momento é chamado “Spirit of NY/London…’. No Madame Tussauds de NY, é possível ir da Brooklyn Bridge à Broadway, sem sequer sair da Times Square (onde está o museu). É  muito legal ver os principais pontos turísticos tão bem apresentados ao mundo inteiro. Mas preciso confessar que o Spirit of London Ride ganhou um espaço especial no meu coração. Os turistas literalmente entram em um famoso black cab (tradicional de Londres) e fazem uma “viagem” SURREAL pela história da capital inglesa… É uma sensação indescritível, e pra mim esse foi o grande diferencial  do Madame Tussauds de Londres!

Outra atração superlegal em ambos os museus, é um cineminha 4D – que de uma maneira totalmente tecnológica, faz com que os visitantes sintam-se parte das cenas e totalmente envolvidos aos acontecimentos através dos impulsos sensoriais. Uma experiência bem divertida!

As estátuas são esculpidas nos mínimos detalhes e se aproximam muito da realidade. Ao se depararem com tamanha perfeição, os turistas entram no clima imediatamente e a vergonha de abraçar, beijar e fazer as mais bizarras poses, certamente fica de lado!

Eu particularmente, acho válido reservar uma tarde da sua viagem para uma visita ao Madame Tussauds (em qualquer cidade). É um passeio incrível, com uma dinâmica fascinante e acima de tudo, MUITO DIVERTIDO.  Ao final, você irá perceber que ter tido essa experiência mágica foi na realidade um investimento. Aproveite o momento!

COMO É ESTUDAR INGLÊS NA ELS LANGUAGE CENTERS – MANHATTAN…?

Então, vamos estudar Inglês no exterior? Por que não, né? Estudei por quase seis meses na ELS – Manhattan e hoje venho contar para vocês um pouquinho da minha experiência.

A primeira escola da ELS Language Centers foi fundada em 1961, em New Jersey – USA, e agora, podemos encontrar sedes em várias cidades dos Estados Unidos, Canadá e Austrália. A ELS – Manhattan situa-se no campus urbano da Adelphi University, em um prédio comercial no centro financeiro de Manhattan. A localização é bastante privilegiada, com acesso fácil e rápido a todos os meios de transporte de NY.

É de suma importância ressaltar que essa é uma escola extremamente acadêmica, que apresenta como meta principal preparar os alunos para testes de proficiência, que são pré-requisitos para admissão de estrangeiros em universidades no exterior.

A ELS apresenta 12 níveis de estudo, desde o iniciante até o avançado e masters. O tempo de estudo para cada nível é de um mês. Se o aluno começa a estudar no nível 4, ele terá um mês de aulas, para  avançar e chegar ao nível 5… Estudantes com qualquer nível de inglês podem estudar na ELS Language Centers, pois assim como na maioria das escolas, os alunos passam por um ‘teste de nivelamento’ logo no primeiro dia de ‘aula’, o qual permite que os professores avaliem o nível de inglês de cada um.

Uma vez que o aluno decide estudar nessa escola, o mesmo pode escolher entre o Semi-Intensive English Program e o Intensive English Program. Além das aulas no período matutino, o Intensive English, oferece também aulas mais específicas no período vespertino, como, pronúncia; Inglês para negócios; conversação… Eu fiz o Semi-Intensive English e agora vou explicar como é a rotina de estudos.

ELS3

ELS2

As aulas começam às 09h e terminam às 12h50 e são divididas em Reading and Writing; Structure and Speaking Practice e Computer Lab. As aulas de Reading and Writing têm duração de 50 minutos e são importantes para que o aluno desenvolva a habilidade de escrever nos moldes acadêmicos e consequentemente fazer uso de um vocabulário mais culto, além disso, o aluno amplia capacidade de interpretação através do ‘reading for the main idea’ . Dependendo do nível, os alunos devem fazer um ‘book report’ que consiste em ler um livro e escrever um resumo para entregar ao professor no final do ciclo.

ELS4

As aulas de ‘Structure and Speaking Practice’ são mais demoradas, com 1 hora e 50 minutos de duração. O objetivo é abordar estruturas gramaticais, mas principalmente, fazer com que os alunos se expressem oralmente com total facilidade e confiança. A partir do nível intermediário, os alunos devem preparar uma ‘speaking presentation’ ou seja, escolher um tema, estudar e explicar para seus classmates em datas estabelecidas pelo professor.

ELS5

As aulas no ‘Computer Lab’ têm duração de 50 minutos e geralmente o estudante faz atividades dinâmicas na internet, oferecidas pela plataforma da própria escola”. Essas aulas são interessantes porque geralmente alunos de outras turmas se juntam à sua e você acaba interagindo com pessoas diferentes e consequentemente fazendo novos amigos.

ELS1

Na metade de cada ciclo, todos os alunos são submetidos a um teste chamado ‘Mid Term’, tanto em Reading and Writing, quanto em Structure and Speaking Practice. Esse teste avalia o desenvolvimento de cada aluno até o momento e ao final do ciclo, todos são submetidos ao ‘Final Exam’ e esse é o teste decisivo, que indicará se o estudante está ou não preparado para avançar. É importante ressaltar que todas as atividades são desenvolvidas de acordo com o nível de cada aluno possibilitando a prática de todas as habilidades de forma gradativa e eficaz.

ELS
Todos os alunos recebem um certificado no final da temporada de estudos na ELS, que comprova o nível de Inglês de cada um.

Bom, pelo que vocês puderam perceber, não tem moleza, né? Homework, redação, provas, apresentações, leitura e mais leitura e por aí vai, são atividades constantes e devo reconhecer que tudo isso foi fundamental para o meu aprendizado. Mas como “aprender Inglês” não se resume única e exclusivamente em uma sala de aula, alunos e professores, a escola disponibiliza atividades extras no período da tarde, como visitas a museus, parques, musicais, entre outras atrações e pontos turísticos da cidade… A escola organiza inclusive excursões de fim de semana….

PS: Acho importante mencionar que o estúdio fotográfico da Macy’s e da Bloomingdales encontra-se no mesmo andar que a escola, então é absolutamente normal você estar andando pelos corredores e se deparar com um modelo fotografando a nova coleção… (Só pra constar)

Sabemos que ao estudar inglês no exterior e estar em contato com a cultura e o idioma 24 horas, faz com que o aluno alcance a fluência de forma mais rápida, no entanto, vale lembrar que escola e programa de intercâmbio nenhum fazem milagre, caso o aluno não se esforce. É muito importante que o mesmo tenha maturidade, dedicação e principalmente, muita vontade de realmente aprender a língua inglesa. Esse pode ser o diferencial no seu currículo, só depende de você aproveitar ou não a oportunidade!

COME TO ELS – MANHATTAN!!!

FROM THE TOP OF THE EMPIRE STATE BUILDING ou FROM THE TOP OF THE ROCK?

Estar em Nova York e sentir a vibração da Big Apple em tempo real é incrível, mas ver Nova York praticamente inteira do topo dos dois arranha-céus ícones da cidade, aí galera me faltam adjetivos para expressar a sensação. Se alguém me perguntar qual deles apresenta a vista mais impactante, sinceramente não conseguiria dizer, afinal de contas, não existe melhor ângulo, pois NY é SURREAL em todos os ângulos! (palavras de uma NYC lover). O fato é que NY é uma explosão de acontecimentos e apresenta uma infinidade de lugares turísticos, consequentemente, muitas vezes os viajantes precisam fazer escolhas difíceis e abrir mão de certos passeios, seja por motivos de falta tempo, meteorologia, valores, enfim… Acontece…

1

Eu visitei os dois arranha-céus e confesso que ambos ganharam meu coração em proporções iguais, mas reconheço também que cada um apresenta suas particularidades, que devem ser destacadas. Entretanto, uma coisa é certa, prepare-se para uma das vistas mais lindas da sua vida, porém, você deve estar preparado também para enfrentar uma certa multidão, levar uns pisões no pé, umas cotoveladinhas e até uns empurrões básicos, afinal, todos querem levar para casa o melhor que NY tem a oferecer!

 

O Empire State Building é um ícone de NY por ser o arranha-céu mais famoso da cidade. Ele é muito mais que um prédio comercial com 102 andares e dois decks de observação com uma vista exuberante da cidade dos sonhos de qualquer pessoa. O Empire State é parte da história de NY e além do mais, é galã de cinema, pois já estrelou filmes como, Superman, Manhattan e o emblemático King Kong. Ir a Nova York e não chegar pertinho do Empire State, é como ir ao Rio de Janeiro e não ver o Cristo.

 

Como disse anteriormente, o arranha-céu possui 102 andares e ainda oferece dois observatórios, o ‘Main Deck’ (86th floor), o mais acessível financeiramente falando e consequentemente o mais visitado. O outro deck é o chamado ‘Top Deck’ (102nd floor) e esse meu bem, como o próprio nome já diz, É TOP e o preço, ah, deixa pra lá hahahaha.

2

O Prédio está localizado em um lugar bastante sugestivo, pois fica na 34th street com a 5th ave. próximo à Macy’s e  Victoria’s Secret, ou seja, atmosfera mais do que convidativa né? Existem “N mil” maneiras de adquirir o ticket para chegar ao topo do Empire State, mas a minha sugestão para turistas que estão com os dias contados na cidade, é comprar antecipadamente tanto no site, quanto em uma agência de turismo de sua preferência, desta forma, você pode evitar filas e consequentemente ganhar tempo.

3

Todos reclamam das filas imensas enfrentadas tanto para a compra do ticket no local, quanto para a subida, mas as reclamações vêm mesmo é do desconforto ao chegar no observatório por conta da multidão, das grades e muretas de proteção que atrapalham de forma considerável a visão, entre outras observações. Mas confesso que não tenho o que reclamar, a não ser do frio congelante. Visitei o Empire State no final de Janeiro e tive uma sorte que foi um presente do destino, pois apesar de ter bastante gente não foi algo impossível de se locomover, estava até tranquilo e consegui capturar imagens de vários ângulos.

4

5

6

Eu fiquei tão anestesiada ao chegar no topo (ou pelo menos quase lá) que sinceramente não sei se essa foi uma  sensação particular ou se realmente o observatório estava em um dia meio “zen” mesmo. O Empire State é muito mais que uma vista maravilhosa e estar dentro ou no topo dele, significa a imersão de forma detalhada na história de uma das cidades mais inspiradoras do mundo inteiro, em razão disso, se tornou um verdadeiro ‘landmark’.  É o lugar ideal para sentir as batidas do coração de NY, pois a vista do Empire State é um sonho real transmitido em 360° aos visitantes.

7

8

9

Outro landmark de NYC é o Rockefeller Center, um complexo de edifícios com a proposta de mostrar aos turistas um pouco da história do desenvolvimento artístico, científico e industrial, mas nesse momento vamos focar mesmo no GE Building que apresenta em seu topo (70th floor) um deck de observação, o TOP OF THE ROCK!   

10

O Rockefeller localiza-se na 50th street. entre a 5th ave. e 6th ave. no centro de Nova York. Mesmo que você não tenha a intenção de chegar ao topo, vale uma visita ao local, que por sinal já é considerado uma atração turística principalmente no inverno, pois tem uma praça onde são montadas uma pista de patinação e uma árvore de natal gigantesca que fazem valer a pena a diversão e a vista!

 

O Rockefeller apresenta uma rotina bem mais organizada que o seu concorrente Empire State, portanto, na grande maioria das vezes os turistas conseguem comprar os tickets no momento da visita sem enfrentar grandes filas, – acesse o site para mais informações. O deck de observação é dividido em três andares, o que possibilita uma maior circulação, evitando a concentração de pessoas em um único lugar. E a grande vantagem em relação ao Empire State é que a proteção é através de placas de vidro até o chão, como se fosse uma vitrine, o que colabora para uma visão sensacional. 

11

12

13

O elevador que transporta os turistas até o topo já é uma atração à parte, pois tem um teto de vidro e durante a subida é apresentado um vídeo bem atrativo. Ao chegar no Top of the Rock propriamente dito, a imagem já é fascinante! Subir no Empire State é surreal, mas somente do Top of the Rock, você conseguirá vê-lo e ter a sensação de poder tocá-lo. Além disso, é possível ter uma visão privilegiada do Central Park inteiro! Outro ponto positivo, é que no último deck de observação não existe sequer proteção de vidro. Toda aquela vista linda está inteiramente à sua disposição em 360° livres de qualquer tipo de empecilho para capturar o melhor de NY. 

14

15

Embora o Top of the Rock não seja tão alto e famoso quanto o Empire State, a vista não deixa a desejar em absolutamente nada, pois do alto dos dois arranha-céus é possível observar o dinamismo que toma conta de Manhattan. Tudo se completa com perfeita harmonia, seja do alto do Empire State Building ou do Top of the Rock. Esteja preparado para se deparar com um cenário fascinante e digno de PARAÍSO, afinal, não é por acaso que Nova York ostenta o título de CAPITAL DO MUNDO.