Arquivo da tag: Cidade Luz

PARIS VERSUS NEW YORK – A TALLY OF TWO CITIES

Antes de qualquer coisa, preciso confessar que sou o tipo de pessoa que compra um livro por causa do título e da capa… Pronto falei!

Casualmente navegando na internet, me deparei com um livro chamado “Paris Versus New York”. Só o título já fez meus batimentos cardíacos aumentarem significativamente e a capa, ahh, a coisa mais linda desse mundo, com uma certa Torre Eiffel e um certo Empire State Building… Pronto, motivos suficientes para eu querer insanamente ter esse livro em mãos. COMPREI, FIQUEI ANSIOSA, TIVE MIL EXPECTATIVAS… Quando finalmente ele chegou, abri o pacote em fração de segundos, pois estava desesperada para lê-lo, mas apenas me deparei com imagens…

Paris Versus New York é um livro ilustrado e essa foi uma das maiores decepções da minha vida! (Rsrs) Tive vontade de fazer várias coisas horríveis com o livro, mas me controlei e o guardei no fundo da gaveta… Um dia me bateu a curiosidade, então resolvi dar uma olhadinha e…

pic1

Paris Versus New York é um livro escrito, ou melhor, ilustrado por Vahram Muratyan, um artista gráfico que foi criado em Paris, mas em 2010 se mudou para Nova York e durante sua rotina diária (se é que seja possível existir rotina em NY…), começou a reparar nas dualidades entre as capitais mundiais – que acabaram resultando em um amistoso confronto visual dedicado a todos os sonhadores, viajantes e amantes de Paris e Nova York.

* PARIS – O verdadeiro encontro do tradicional e do moderno. X  NOVA YORK – A cidade que pulsa dinamismo a cada segundo.

pic2

* PARIS – Entre, sente-se e aprecie o sabor, a textura, a arquitetura e os detalhes. X  NOVA YORK –  A nítida sensação de que todos estão com uma pressa absurda de viver.

pic 3

* PARIS – Com uma casquinha crocante por fora, embasado em uma receita centenária. X  NOVA YORK – Com textura macia e nome adaptado.

pic4

* PARIS – Estética, técnica, recursos artísticos, harmonia entre humanidade e natureza.   X  NOVA YORK – A representação do mundo não tem compromisso com a aparência real das coisas. (Obra pré-cubista)

pic5

* PARIS – Romantismo às margens do rio Sena. X  NOVA YORK – Suspensão em aço com estilo gótico.

pic6

* PARIS – A Dama de Ferro: Símbolo da Revolução Industrial.  X  NOVA YORK – Miss Liberty: A liberdade iluminando o mundo.

pic7

PARIS – Vou citar algo já dito em um post que escrevi sobre Paris aqui no blog. Paris é uma cidade que a gente odeia amar, pois apesar do “mau humor” dos parisienses, a capital francesa respira arte e romantismo em sua melhor qualidade. Clássica, glamorosa, luxuosa, histórica…  A CIDADE LUZ é fascinante!

E

NOVA YORK – Há um tempo escrevi um artigo para um blog, cujo tema era Nova York e mais uma vez irei me citar. Nova York é uma cidade onde o mundo acontece. Perfeita para passear, para curtir, para explorar, para se perder e se encontrar… A capital do mundo, irresistível e vibrante. BIG APPLE: O lugar onde sentimos a vida pulsar em tempo real!

pic8

… EU APRENDI QUE UM BOM LIVRO NÃO PRECISA SER NECESSARIAMENTE REPRESENTADO POR PALAVRAS E FRASES. AS IMAGENS NOS PERMITEM ENXERGAR ALÉM DO ÓBVIO, VIAJAR EM DETALHES QUE TALVEZ SOMENTE NOSSOS OLHOS VISUALIZEM… CABE A NÓS TERMOS SENSIBILIDADE PARA ENTENDER A MENSAGEM QUE ESTÁ ALÉM DOS RISCOS E DAS CORES.

pic9

 

OI, MEU NOME É ANDRÉIA E EU SOBREVIVI AO “MAU HUMOR” DOS PARISIENSES… QUER SABER COMO?

1

 

Cá entre nós, se tem um assunto intrigante e no mínimo curioso que gera uma certa  polêmica em boa parte da população mundial, esse assunto é o tal do “MAU HUMOR DOS PARISIENSES”. Com fama de arrogantes, chatos, grosseiros, rudes e por aí vai, os moradores da capital francesa deixam alguns turistas desapontados, pois desaprovam a maneira grotesca como são tratados pelos locais.

 

Não estou escrevendo esse post para criticar o estilo dos parisienses, até mesmo porque isso é uma questão cultural, meu intuito é único e exclusivamente tentar facilitar a convivência entre os povos e evitar certos choques culturais… APENAS! Portanto resolvi escrever um top 5 dicas de como 

sobreviver ao jeito difícil de lidar dos parisienses…

2

Eu costumo dizer que Paris é uma cidade que a gente odeia amar, pois em contrapartida ao “mau humor” dos locais, a capital francesa respira arte e romantismo em sua melhor qualidade. Formada por monumentos clássicos que colaboram para uma estrutura arquitetônica indescritivelmente magnífica, além de apresentar ao mundo excelentes molduras em renomados museus, e como se não bastasse, Paris é a capital da moda, do luxo e do glamour.

3

4

5

6

 

1 – NUNCA ESPERE UM BOM TRATAMENTO POR PARTE DE UM PARISIENSE, POIS ESSA NÃO É A ESPECIALIDADE DA CASA.

 

A regra é simples e objetiva, jamais tenha a expectativa de ser recebido calorosamente em estabelecimentos como lojas, cafés e restaurantes, ou ganhar um sorriso simpático nas ruas. Saiba que os parisienses “têm mais o que fazer” e enquanto Paris é a sua cidade dos sonhos de uma vida inteira, para eles, aquela maravilha toda faz parte do cotidiano, inclusive a existência dos turistas dos quatro cantos do mundo… Mas como toda regra tem sua exceção, você pode sim se surpreender com parisienses bem humorados…  

 

2 – TENHA NA PONTA DA LÍNGUA PELO MENOS O BÁSICO DO BÁSICO DO VOCABULÁRIO FRANCÊS.

 

Não estou dizendo que você tem que fazer um curso intensivo de francês e falar fluentemente para visitar Paris por uma semana, mas uma vez que você decide conhecer a capital da moda, recomenda-se que tenha pelo menos uma noção básica do idioma.

 

Por questões históricas, os franceses não curtem muito que você fale com eles em inglês, por esse motivo, o ideal é que você saiba iniciar uma conversa em francês usando “Bonjour / bonsoir, je ne parle pas français…”, sente o clima e daí sim você pergunta se a pessoa está a fim de falar inglês com você.

 

Além de “bonjour e bonsoir,” (bom dia e boa noite), existem outras palavras e expressões para você impressionar os parisienses, anota aí… Au revoir: Tchau, pardon: quando você não entendeu o que a pessoa disse, excusez-moi: com licença, désolé: desculpas, pas de problème: não tem problema, merci: obrigada (o) merci beaucoup: muito obrigada (o), de rien: de nada, s’il vous plait: por favor. É importante que você saiba essas palavrinhas mágicas para que possa introduzir em algum momento da sua conversa, mas aquela história de que francês jamais fala em inglês ficou perdida em algum lugar do passado, eles apenas não curtem muito.

 

3 – SUTILEZA GERA GENTILEZA EM PARIS.

 

Paris tem uma cultura baseada em bons costumes e se tem uma coisa que os parisienses valorizam é a harmonia dos lugares. Todos os objetos encontrados em estabelecimentos públicos estão minuciosamente organizados e um exemplo disso, são as mesinhas (literalmente) dos charmosos bistrôs e cafés espalhados pela capital francesa afora, que acomodam no máximo três ou quatro pessoas e estão cuidadosamente distribuídas de forma que possa valorizar o espaço e a arquitetura do local. 

7

Ao entrar em uma galeria ou loja, seja discreto e não chegue tocando e retirando as peças dos seus devidos lugares, contenha-se e espere que um atendente o ajude. O mesmo vale para restaurantes, cafés e bistrôs. Ao chegar no estabelecimento, aguarde na porta porque certamente alguém te conduzirá à uma mesa disponível. Uma vez acomodado, espere que o garçom virá até você sem a menor necessidade de levantar a mão ou até mesmo elevar o tom de voz. Os garçons se organizam para fazer tudo no tempo deles e acredite, surte efeito!

8

É de suma importância não confundirmos receptividade com intimidade, por essa razão, muitas vezes frequentar lugares públicos parece exigir uma certa paciência, mas no fim das contas, percebemos que tudo é uma questão de educação e assim a reciprocidade de gentilezas se torna natural e não apelativa.

 

4 – DEIXE TODOS OS MIMIMIs EM CASA E ESTEJA PREPARADO PARA LEVAR BRONCAS.

 

Todo turista comete gafes no exterior e lidar com todos os bons modos da cidade luz é uma tarefa difícil, portanto esteja preparado para levar uma bronca de algum parisiense pelo fato de estar pisando em algum lugar que não deveria, por estar falando alto, por arrastar uma cadeira em algum bistrô, enfim, se isso acontecer, ABSTRAI, RELEVA e SUPERA! Peça desculpas, saia à francesa e não guarde mágoas, guarde euros para gastar na Champs Élysées. Paris é incrível demais para ficarmos dando ênfase aos contratempos devido às diferenças culturais entre turistas e locais.

9

10

11 12

13

14

5 – FAÇA BOM PROVEITO DA TEORIA DO SORRISO.

 

Uma dica que costuma ser infalível não somente em Paris, mas em qualquer lugar do mundo, é a teoria do sorriso. Os franceses são sim recatados, mas podem ser muito gentis caso você tenha jeitinho e simpatia. Lembre-se: você está no território deles e cada povo tem seus costumes e valores… Sorria e seja simpático em Paris sem esperar nada em troca, porque assim você pode se surpreender positivamente.

15

Paris é um verdadeiro encontro do tradicional e do moderno ao mesmo tempo. O avanço tecnológico e o interesse pelo inovador são parte da característica dos parisienses, entretanto, é nítida a força da preservação dos costumes e do ambiente provinciano. Isso não pode ser confundido com conservadorismo, mas entendido como respeito de uma nação para com a sua história.