COMO É ESTUDAR INGLÊS NA EC ENGLISH – TORONTO… ?

4

A EC English é uma escola relativamente nova, pois sua primeira unidade foi fundada em 1991 em Malta. Atualmente atua em cinco países – Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Malta e África do Sul. As escolas estão localizadas em cidades totalmente emblemáticas e nos fazem sentir o verdadeiro prazer de estudar o idioma – Inglês ou Francês.

Importante ressaltar que a EC encontra-se também em Montreal, cidade bilíngue do Canadá, onde a língua francesa se sobressai no dia a dia dos locais. Por essa razão, os alunos podem optar pelo English and French Bilingual Programme. Esse programa permite o aprendizado dos dois idiomas ao mesmo tempo… Incrível né?

Passei um mês estudando na EC em Toronto e no post de hoje vou descrever minha experiência e impressões a respeito da escola. Localizada na Eglinton Ave West a EC é extremamente aconchegante e é impossível não se sentir em casa já logo no primeiro dia.

Primeiro dia de aula na EC English Toronto

No primeiro dia de ”aula” que na realidade nem é aula, todos os newcomers são submetidos a um teste de nivelamento. Em um primeiro momento os teachers recebem os estudantes com uma breve conversa, abordando alguns assuntos relacionados aos interesses de cada um no idioma. Na realidade esse é o speaking test, que é tão espontâneo que de fato parece uma simples conversa. Logo após, são realizados mais três testes: reading, listening e writing.

Com o objetivo de promover um momento de descontração após os testes, a escola oferece um coffee break, possibilitando a interação entre staff e students. Logo após, acontece o welcome talk para a apresentação de algumas informações sobre as aulas, a escola, atividades extras e lifestyle em Toronto.

Ainda no primeiro dia rola um walking tour para apresentar as atrações próximas à escola. Após o almoço, os alunos retornam para receberem o schedule de aulas (core A ou B) e o número da sala. A EC apresenta oito níveis de ensino e os alunos são posicionados de acordo com o grau de conhecimento apresentado no teste de nivelamento.

Cronograma de aulas

Independente da carga horária escolhida, todos os alunos terão aulas no período matutino e vespertino em dias alternados. (Ex: segunda de manhã, terça à tarde…) Para alunos que cursam o programa semi-intensivo, acrescenta-se uma hora e trinta minutos de aulas alternativas de acordo com cada nível. Essas aulas são chamadas ‘elective classes’.

6

7

Algo que me chamou bastante atenção é que a EC oferece também free classes todos os dias e um plano de aula é exposto no mural informando horários, salas e temas a serem abordados. Ou seja, não tem desculpa para não aprender, certo?

3

Aulas, professores e alguns detalhes

A EC oferece um ambiente bem moderninho com lousa digital em todas as salas. As aulas são dinâmicas e descontraídas, tendo como meta o desenvolvimento do speaking – habilidade de conduzir uma conversa sobre qualquer assunto. A cada seis semanas todos os alunos realizam um teste e dependendo do desempenho, podem ‘level up’ – mudar de nível.

Toda semana acontece o ‘reading circle’. Os professores entregam parte de uma história (respeitando o nível de cada sala) e uma “tarefa” a ser realizada. Cada aluno recebe uma missão diferente, por exemplo: resumir a história, comparar com fatos reais, discutir o significado de vocabulário desconhecido e por aí vai… A história deve ser lida com antecedência e em sala rola uma discussão a respeito. É trabalhoso, mas extremamente enriquecedor!

Todos os professores são qualificados pelo CELTA, que nada mais é que um exame internacional específico para professores de língua inglesa. Devido ao fato de Toronto ser uma cidade multicultural, grande parte do corpo docente não é de origem canadense e alguns até estudaram na própria EC e construíram carreira lá mesmo.

A EC apresenta uma atmosfera superdescontraída e a relação entre staff e alunos é geralmente bem amigável. Essa escola disponibiliza também vários cursos, como: Inglês geral, Inglês para negócios, preparatórios para exames e muitos outros… Clique aqui para saber mais.

1

Não é novidade para ninguém que o Inglês abre portas e atualmente é um pré-requisito para admissão em qualquer área. Quando estudamos em outro país, encontramos pessoas de todos os lugares do mundo e isso nos permite entender que através do idioma podemos encurtar distâncias e a EC está de portas abertas para ajudar no que for preciso.

PS: A EC foi a minha segunda experiência de estudar Inglês no exterior. Meu primeiro contato com uma escola para estrangeiros foi com a ELS Language Centers em Nova York. Quer saber como foi? ENTÃO CLIQUE AQUI!!!

 

93 thoughts on “COMO É ESTUDAR INGLÊS NA EC ENGLISH – TORONTO… ?”

  1. Obrigada pelos posts sobre o intercâmbio. Irei para Toronto no início de agosto. Pesquisei bastante sobre a escola e o tipo de acomodação. Optei pela EC e pela residência CCNM, influenciada pelas referências que fez a respeito da escolha da escolha e a descrição da residência. Que Deus continue te iluminando, para que vc continue ajudando outras pessoas. Bj

    1. Oi Patricia, sua linda!!!! Fico tão feliz e poder ajudar outras pessoas a realizar sonhos…. Amo ler comentários como o seu ❤️ Espero que sua viagem seja incrível e cheia de aprendizados! Aproveite muuuuuuito! Bjs e brigada pelo seu carinho 😘😘😘😘😘

    2. Patricia, Vi que foi ou está no canadá e ficou hospedada na CCNM, poderia me falar um pouco a sua experiencia, por favor. Se puder me passar o maximo de detalhes possivel, estou bem nervosa e apreensiva.

  2. Ah sim, outro argumento que me deram para escolher a CLLC é que lá tem menos brasileiros (rsssss) e assim evitá-se as “rodinhas” de português; mas acho que quem está indo com foco em aprender melhor o idioma inglês, acaba se esquivando um pouco disso; socializar é necessário, eoô povo brasileiro é muito caloroso, mas foco é tudo né, afinal o investimento de tempo e dinheiro numa experiência dessas não é nada baixo
    bj Andréia

    1. Exatamente!!! É muito legal quando o estudante tem essa consciência de evitar falar português, de tentar interagir com pessoas de outras nacionalidades, é um aprendizado que você vai levar pra vida toda, então faça valer a pena! :)) leia o post que te indiquei no outro comentário, acho que vc vai gostar. :)) super beijo e boa sorte em tudo, viu? 😘

  3. Olá Andréia, esse foi um dos posts mais completos que achei, parabéns. Bom, vou daqui a 2 meses – rsssss, fechando há dois meses já mas é muito detalhe… 1ª dúvida sobre a escola: EC ou CLLC (q tem apenas aulas pela manhã, já ouviu falar dela?); 2ª dúvida: os professores são rigorosos e falar em outro idioma nas atividades curriculares da EC é proibido 100%, pq isso prejudica muito o aprendizado; 3ª dúvida: ouviu falar de Ottawa? Me ofereceram a CLLC pq tem nessa cidade e não tem em Toronto, pq lá eu teria um aprendizado mais “intensivo” do inglês pq a cidade tem menos imigrantes que Toronto; tb me falaram q se eu não gostasse, como a CLLC tem unidade em Toronto eu poderia me mudar pra lá. Obrigada

    1. Oba, que delícia, vc deve estar mega ansiosa, mas essa ansiedade pré embarque é normal, viu? Eu não conheço a CLLC, portanto vou falar o que sei e vivenciei na EC, certo? Sim, é proibido falar português durante as atividades. Os professores geralmente separam os alunos da mesma nacionalidade justamente pra evitar que eles conversem no idioma deles. Eu não fui pra Ottawa, mas sei que é uma graça de cidade. Brasileiros vc vai encontrar por todas as partes e vou te falar o que eu sempre falo para as pessoas que me perguntam sobre ter mais ou menos brasileiros em determinado lugar: depende muito de quanto o intercambista se obriga a falar inglês e não ficar só cercado por brasileiros… Eu escrevi um post com alguns tópicos que todos intercambistas devem saber antes do intercâmbio, caso se interesse, é só clicar neste link: http://passaporteousado.com.br/2015/05/13/coisas-que-todo-intercambista-precisa-saber/ 😘

  4. Olá, gostaria de saber sua opniao sobre os professores da EC. Vi um outro post sobre a ILAC dizendo ter alguns professores inexperientes, que em alguns casos não conseguiam explicar muito bem regras de gramática etc. Como foi com os professores na EC? Obrigada

    1. Oi Joyce… Olha professores são sempre uma incógnita, porque além de inexperiência, há também questões relacionadas a personalidade, enfim… Mas, graças a Deus eu não posso reclamar dos meus professores da EC. Todos (pelo menos os que me deram aula) eram muito experientes, capacitados, dinâmicos e até mesmo os professores estrangeiros apresentavam total domínio do idioma em todas as habilidades. 🙂

  5. Andreia, voce é liinda! nem te conheço, mas já tive vontade de te dar um abraço! hahahha Estava em dúvida entre a EC e a SGIC e vou pra EC depois do seu comentário! Continue essa sendo essa pessoa maravilhosa que gosta de ajudar os outros! Bjs

  6. Parabéns Andréia pela disposição em nos dar tantas informações !!! Tenho 49 anos, sou dinâmica e pretendo estudar inglês + dirigido a uma area de servicos. Penso ir pra Toronto pela EC, em 2017, pois é a única de que sei ter turmas +30. Você tem notícias sobre experiência com cursos de inglês aplicado a alguma área de serviços, comunicação ? Ou se há outras escolas em Vancouver para os +30 também aplicado ? Penso ficar 4, 6, 8 ou 10 semanas a depender dos custos. ..abraços

    1. Muuuuito obrigada pelo seu comentário viu? 😍 Bom, eu sei que existem cursos específicos sim e algumas escolas oferecem cursos tipo Business English, entre outros… No momento eu não sei te dizer nomes de escolas, pois os cursos variam muito de acordo com a época do ano. Entra em contato com uma agência de intercâmbio, pois eles recebem as programações de cursos oferecidos pelas escolas durante o ano todo e certamente eles irão te ajudar a fazer uma boa escolha. Super beijo 😘

  7. Boa noite Andreia,

    Vou fazer intercambio no ano que vem na EC Toronto.
    Gostaria de saber se fechou o curso direto com a escola ou utilizou agência de viagens…
    Obrigada

    1. Olá Nina…. Eu fechei meus dois intercâmbios (tanto o de NY quanto o de TO) com uma agência de intercâmbios. Eu particularmente prefiro ter uma agência aqui no Brasil, me auxiliando em todos os processos – antes e durante a viagem. 🙂 Bjss

  8. Olá Andréia!!!!

    Estou fechando um curso de inglês de 3 semanas em Toronto para Janeiro/2017 e estou na dúvida cruel entre a EC e a ELS… eu tenho uma experiência prévia na Eurocentre de Vancouver e pela tua descrição da ELS a dinâmica das escolas é muito parecida. Lá tinha muitos brasileiros (muitos mesmo!!!) e de uma maneira geral eram jovens (sou professora universitária e estou bem acostumada com este público!). O diferencial das turmas 30+ da EC me chamou muito a atenção, até pq meu marido está indo junto e eu acho que ele iria curtir mais estar junto de pessoas com 30+ (apesar de ser também professor universitário e lidr diariamente com jovens). Porém, eu achei a ELS mais bem localizada (estou certa????).
    Então, se hoje você fosse escolher entre as duas que vc já estudou, ficaria com qual????

    1. Oi Beatriz… Olha, brasileiros estão por todas as partes, principalmente durante o período de férias escolares e sim, eu encontrei bastante brasileiros em ambas. Na ELS em NY, eu estudei por quase seis meses, e no período de dezembro e janeiro era lotado, depois deu uma diminuída. Na EC em TO, eu estudei por um mês (em julho) e eu encontrei muuuuitos brasileiros também. Mas depende muito do estudante evitar o contato somente com pessoas da mesma nacionalidade e se permitir conhecer outras culturas e praticar o inglês. Eu não sei onde fica a ELS de TO, mas realmente a localização da EC não é lá das melhores, mas como disse já em outros comentários, o transporte público cobre a cidade toda e é super fácil chegar a qualquer lugar, isso eu garanto! CARAMBA, que pergunta difícil que você me fez agora… Eu não sei se é porque os canadenses são geralmente super simpáticos, mas eu me senti mais acolhida na EC em TO e olha que na ELS eu estudei por muito mais tempo… Mas vale lembrar que eu estudei na ELS de NY e a cultura de cada país influencia muito… Uma coisa bem importante é que a ELS tem um ensino mais acadêmico e gramatical. A EC tem um ensino mais “descolado” abordando todas as habilidades de forma mas situacional e até mesmo dinâmica. Eu acho que talvez escolheria a EC… Esse é meu ponto de vista e pode ser que você veja as coisas de forma diferente, então é difícil opinar muito, entende? Um super beijo e boa sorte!!!!!

  9. Andreia, boa tarde!
    Muito obrigada pelo seu post e eu tenho 32 anos pretendo ir para Toronto ficar na EC 30+ e após ler seu post fiquei bem animada em fechar.

    Só tenho uma dúvida, o que é melhor : quarto estudantil ou casa de familia ? e o que é mais barato?

    Muito obrigada por compartilhar sua experiência.

    1. Olá Suelen, eu que agradeço pelo seu comentário, viu? Olha, neste post aqui >>> http://passaporteousado.com.br/2016/02/26/casa-de-familia-ou-residencia-estudantil-qual-tipo-de-acomodacao-escolher-durante-o-intercambio/ eu escrevi detalhadamente as diferenças entre casa de família e residência estudantil, acho que vai ser útil para você… Já te adianto que geralmente, a opção mais em conta é casa de família. Boa sorte na sua escolha e aproveite a experiência! 😘

      1. Olá Andreia, desculpa logo que vi sua página fiquei tão empolgada que queria fazer um monte de perguntas RS… Depois vi que vc já tinha feito um post sobre esse tema RS… Muito obrigada !!!

        Ah desculpa mais uma pergunta, sobre a carga horária o que vc sugere ? 24 ou 30 horas ? Não tem muita diferença mas quanto mais horas melhor certo ?

        Abraços!!!

        1. Suelen, não precisa se desculpar, AMO tentar ajudar no que posso!!! Eu escrevi aquele post justamente porque recebo bastante perguntas sobre acomodação e quando você me perguntou, achei que pudesse ser útil, e se você tiver qualquer dúvida, pode me escrever, ok?!! Quanto a carga horária, tanto no meu intercâmbio de NY, quanto no de TO, eu escolhi a menor carga horária (20 hs semanais, se não me engano) eu tinha aula apenas um período. Eu particularmente não concordo muito com a ideia de que quanto mais tempo passar na escola, mas você aprende. É legal ter tempo para as experiências culturais e turísticas, tem coisas que a gente só aprende com o contato com nativos no dia a dia, com a vivência mesmo, entende? Mas caso você queira se preparar para um exame de proficiência para talvez entrar em uma universidade no exterior, ou caso você queira se preparar para algo mais específico, aí sim, vale a pena escolher um curso com uma carga horária maior e com aulas específicas… Vale lembrar que essa é apenas a minha opinião, depende muito de como você enxerga as coisas, ok? Super beijo!!! 😘

  10. Oi Andréia! Tudo bem?!

    Tenho 36 anos e vou para Vancouver passar 5 semanas a partir do final de maio. Estou muito inclinado a estudar na EC de lá, apesar de não ter a tulrma 30+. Como é a mesma metodologia e mesmo horário, gostaria de te perguntar…. Este horário, um dia de manhã e outro a tarde, te incomodou? Porque eu preferia estudar de manhã. Acho que estudando a tarde vou acabar perdendo o dia, já de manhã é mais dificil fazer alguma coisa. O que achou desse esquema?

    A minha dúvida é entre EC e ILAC. As duas tem em Toronto e Vancouver. O que acha? Imagino que você deve ter conhecido gente que estudou na ILAC e nas suas pesquisas deve ter conhecido também essa escola.

    E a última… Imagino que tenham muitos brasileiros nessas duas escolas. O que acha? Sabe se alguma delas é mais “invadida” de brasileiros que a outra?

    Me desculpe tantas perguntas, mas estou cheio de dúvidas e preciso decidir essa semana, está muito em cima.

    Muito obrigado!
    Vinicius.

    1. Oi Vinicius, obrigada pelo seu comentário… Pra ser bem sincera, a princípio isso me incomodou sim, pois eu saí do Brasil sem saber que teria aulas em horários alternados, eu achava que seria somente de manhã, mas esse incômodo durou uns 3 dias apenas, pois eu aprendi a conciliar as minhas atividades. De nada adiantaria eu ficar incomodada, portanto encarei isso como uma experiência diferente… Durante um intercâmbio, a gente passa por experiências inesperadas, e o segredo é não fazer disso um problema! Sim, já li e ouvi falarem muito sobre a ILAC, e te digo de antemão, as duas escolas recebem bastante brasileiros, principalmente no período de férias escolares, mas não precisa necessariamente fugir dos brasileiros, mas sim se permitir a também conhecer pessoas de outras culturas e praticar o inglês, porque muitas vezes os brasileiros se juntam e acabam falando só em português e isso não é benéfico, concorda? (Esse vai ser um dos tópicos abordados no meu próximo post). Não precisa se desculpar, eu sei o quanto é importante compartilhar com alguém todas essas dúvidas pré intercâmbio… Seja sempre muito bem vindo ao blog e boa sorte na sua escolha!

    2. Olá Vinicius,

      Li seu comentário e vi que você estava em dúvida entre a EC e a ILAC, me desculpa a pergunta, mas qual você escolheu? e gostou? É que eu e meu esposo também iremos para Vancouver e estamos em duvida entre a EC e a ILAC. Se puder me ajudar eu agradeço. 🙂

  11. Oi!
    Eu irei para Toronto em maio, fechei 24h semanais na 30+, sabe me dizer se seria o semi-intensivo? Quantas horas por dia?
    E continua esse esquema de período alternado? Na agência falaram que é a semana alternada, uma de manhã e outra a tarde…
    Sorte que achei seu post!

  12. Olá Andréia, boa noite e muito bom seu site. Eu estou neste exato momento escolhendo a escola e estou em dúvidas sobre a EC, a ESC, a LSI e a ILAC… particularmente estou pendendo para a EC, pois tem justamente um programa para quem tem mais de 30 anos. Mas você conhece a ESC, a LSI e a ILAC ??? Tenho 39 e esta será minha primeira experiência como intercambista. Procuro justamente um ambiente descolado, moderno, mas com presença de alunos mais adultos. Estou um pouco preocupado, pois tenho receio em errar na escolha… devo chegar ai em 20 ou 21 de abril. Abraço !

    1. Olá Paulo, muito obrigada pelo seu comentário e seja sempre muito bem vindo ao blog! 😉 Eu conheço essas escolas sim. Conheço porque já conversei com pessoas que estudaram lá e porque também já li bastante a respeito antes de escolher a escola em que iria estudar. Embora eu nunca tenha estudado nessas outras escolas, eu sei que são muito boas e arrisco dizer estão no mesmo nível de qualidade. Quanto ao programa para alunos acima de 30 anos, eu afirmo com certeza que a EC oferece e que é um diferencial. Entretanto, não sei se as outras escolas oferecem esse programa. Eu gostei muito da didática da EC, e costumo dizer que a EC Toronto é uma mãezona, pois é extremamente acolhedora… Espero que você curta muito sua experiência. Boa viagem! :))

    2. Olá. Difícil escolher uma escola em Toronto, existem muitas bom comentários positivos na internet. Acabei escolhendo a EC devido as classes exclusivas para aluno com mais de 30 anos.

  13. Olá Andréia,
    pretendo fazer intercâmbio no Canadá em Outubro/2016 e estou selecionando a escola. Estou quase decidindo pela EC. Minha dúvida é sobre as atividades sociais que a escola oferece fora dos horários das aulas. Não encontrei muita coisa no site da EC e observei que outras escolas, como a ILAC por exemplo, apresentam uma programação diárias com várias opções de baixo custo e até viagens nos fins de semana para Niagara Falls, New York, Quebec… O que você achou das atividades extras da EC?

    1. Olá Jadson! Todas as escolas apresentam atividades sociais e turísticas e a EC não é diferente não. Digo por experiência própria que ligo no primeiro dia, as escolas entregam aos newcomers um cronograma com as atividades que irão rolar no mês, incluindo passeios turísticos na cidade e viagens nos fins de semana. Eu fui em uma boat party com a escola, em um dos meus fins de semana em Toronto e neste post aqui http://passaporteousado.com.br/2016/01/25/niagara-falls-atraves-do-mirante-canadense/ eu contei como foi conhecer Niagara Falls (e eu fui com a EC também)… Pode ficar tranquilo que atividades extras é o que não falta! Boa viagem e espero que você aproveite muito a experiência!

  14. Olá, Andréia!

    Vou para Toronto no fim do ano e a residência estudantil indicada pela agência foi a CCNM residence. Vi que é uma residencia que fica na Universidade de Toronto, a meia hora da escola. Porem não encontro nenhum depoimento de brasileiros que ficaram nela. Sabe dizer algo? Conheceu alguma pessoa que ficou hospedado la? Estou um pouco receoso quanto a isso e quanto a distância para a escola.

    Obg!

    1. Oi Daniel, obrigada pelo seu comentário… Recebi um email de uma menina que vai ficar nessa mesma residência e por mais que eu não conheça e nem tenha ouvido relatos sobre essa residência, fui dar uma olhada no google e me parece muito boa! Quanto a distância, eu andei vendo que você terá que pegar 2 metrôs. Não se preocupe, pois nada é distante com o transporte público. Uma dica é: compre o ticket mensal ou semanal e aproveite ao máximo o transporte público, pois você chega a qualquer lugar da cidade com ele! :))

      1. Ok, Andréia! Obrigado!
        Tinha ficado um pouco receoso também por não saber se teria brasileiros, pois chegar sozinho de cara em um país diferente é dificil, ainda sem dominar a lingua… Mas enfim, agora to mais tranquilo.

    2. Olá Daniel. Essa é uma dúvida que eu tbm tenho, não acho nada sobre essa residência. Caso vc fique sabendo de algo, compartilhe comigo, por favor.

    3. Olá Daniel,

      eu estava lendo os comentários aqui e vi que vc vai ficar no mesmo lugar que eu em Toronto. Irei entre Dezembro e fevereiro e ficarei na CCNM. Se tiver afim de fazer contato será massa.
      Abraços.

  15. Olá Andréia!
    Estou indo para Toronto em setembro e estou para fechar o intercâmbio.
    O consultor da minha agência a princípio me sugeriu a EC pelo fato da minha idade ser maior de 30 anos (tenho 37 anos), porém na entrevista que tive com ele, foi sugerido uma outra escola, por eu ser uma pessoa aberta e conviver bem com pessoas mais novas, porém, que não sejam adolescente. A escola sugerida foi a KGIC, por ter uma método melhor (turmas específicas para cada uma das necessidades: escrita, conversação, audição, etc). Inclusive, ele me disse que indicou essa escola para a irmã dele. Ele só abriu o parêntese e disse que a escola tinha a fama de não ter uma estrutura boa, porém pelas fotos, a meu ver pareceu ser normal.
    Ao fazer uma pesquisa na net sobre a KGIC, vi algumas reclamações quanto ao número reduzido de banheiros, por dar mais atenção a orientais, cozinha pequena, etc…
    Ao pesquisar sobre a EC me deparei com seu site e tive uma impressão boa.
    Você já ouvir falar da KGIC? Quanto a acomodação, a princípio estou optando por casa de família pelo fato do tempo de 01 mês e para me inserir melhor na cultura local.
    Aguardo contato.
    Abraços

    1. Olá Fernanda… Grata pelo seu comentário! 😉 Olha, eu realmente gostei muito da EC, as aulas são mais focadas na conversação em sala, mas as outras habilidades também são cobradas e desenvolvidas naturalmente… Quanto a KGIC, eu nunca tinha ouvido falar, e isso não significa que não seja boa, é apenas ignorância da minha parte mesmo… haha Conheço várias outras escolas, estudei também na ELS em NY, conheço pessoas que estudaram em outras escolas, mas dei um google rápido sobre a KGIC e vi que é uma escola canadense mesmo… Olha, cada escola tem um método, umas são mais descoladas, outras têm um estilo mais acadêmico, outras oferecem mais cursos específicos, mas todas priorizam o desenvolvimento da fluência e capacidade de comunicação do aluno. Quanto a acomodação, eu já fiquei em casa de família e não tive uma experiência muito boa, mas acho que fui um caso meio isolado e nem foi no Canadá. Amigos meus elogiaram muito as famílias canadenses que os receberam. Eu particularmente prefiro residência estudantil… Em Toronto eu fiquei em uma residência que mais parecia um hotel chamada Chestnut Residence, mas ela funciona apenas na época de verão. Espero ter ajudado um pouquinho! Super beijo e boa sorte! :))

  16. Adorei a demonstração da sua experiência na EC Toronto. Estou planejando em ficar nessa escola em Abril. Porém a dúvida é o tipo de acomodação: casa de família ou residencia estudantil.
    Você poderia responder como foi sua experiência na acomodação?
    Obrigada.

    1. Olá Raquel, muito obrigada pelo seu comentário… Eu costumo dizer que casa de família é mais indicado para estudantes mais novos, pois existem algumas regras para seguir, horários estipulados, enfim… Mas é importante lembrar que as famílias que recebem estudantes de curso de idioma, não irão te tratar como filha – o que acontece nos intercâmbios de High School. Em residência estudantil, os estudantes compartilham quartos com outros estudantes do mesmo sexo, geralmente da mesma escola. É legal porque vc faz amizades com pessoas de várias nacionalidades. Eu dividi apartamento com 2 venezuelanas e uma Suíça em NY, já em Toronto o esquema foi outro e eu super indico! Uma das residências parceiras da EC Toronto é a Chestnut Residence, que fica bem no centro de tudo e parece muito mais um hotel, e tem a opção de quartos individuais… Eu adorei! Boa sorte!

  17. Boa tarde Andreia,
    Irei para Toronto em Outubro, estudar na EC. Te confesso que estava apavorada, já que será a primeira vez que ficarei sozinha por tanto tempo em um lugar desconhecido. Seus comentários acima me deixaram mais segura quanto à escola. Obrigada!

  18. Boa Noite. Adorei o seu post, e como você a EC vai ser minha segunda experiência de escola no exterior (em Toronto agora) a minha 1ª foi ELS também (Vancouver), mas minha pergunta é: Qual empresa que faz pacotes de viagens na EC? Quando eu estudei na ELS eles tinham parceria com uma agÊncia que fazia pacotes nos fins de semana e foi maravilhoso! Quero MUITO ir a NY quando estiver em Toronto e também conhecer outras cidades lá perto, por isso gostaria muito que você me respondesse. Desde já agradeço. Um abraço!
    Cristina

    1. Oi Cristina, muito obrigada!!!! Então, a empresa que organizava essas viagens era a TNT tours.. Teve viagem pra NY, Boston, Montreal, enfim… Me disseram que a viagem pra NY foi muito corrido, mas ainda assim vale a pena! Boa sorte e espero que vc curta muito viu?!!! Bjsssss

  19. Oi, Andréia! Tudo jóia? Seu post era o que eu tava precisando pra saber mais sobre a EC. É impressionante como existem muitos depoimentos de estudantes falando sobre suas experiências como intercambistas, mas quase não discursam sobre suas escolas , só resumem com um “muito boa” e isso não é o suficiente pra mim. Vc foi além e te agradeço por isto! Mas sendo BEM sincera, tem muitos brasileiros nessa escola? Eu quero muito uma escola que não esteja lotada deles. Quais são as nacionalidades predominantes nela? Obrigada pela atenção! Um beijo, Afrodite.

    1. Olá Afrodite, fico feliz em poder ter ajudado de alguma forma, obrigada pelo comentário….. Então, eu estudei na EC de Toronto e no período de férias escolares (Julho, Dezembro e Janeiro) é realmente lotado de brasileiros, portanto se vc puder ir em outro período, melhor… Mas brasileiros estão por todas as partes, hahaha. Eu estudei na ELS em NY também, caso queira saber mais, aqui está o link – http://passaporteousado.com.br/2015/02/10/como-e-estudar-ingles-na-els-language-centers-manhattan/. :)) Espero que você tenha uma experiência incrível!!!! Bjsss

      1. Oie! Verdade, melhor evitar esse período de férias escolares, to pensando em ir no fim de março. Depois que li este post e comentei fui direto no link sobre a ELS, não perco tempo, não! Kkkkkkk fiquei pensando se aquele laboratório de exercícios no computador é eficiente no aprendizado ou uma enrolation da escola… O que vc achou dele? Outra coisa, o pessoal dessa escola tem mais ou menos que idade? E ela tem o ensino tão formal a ponto das pessoas não saírem juntas depois da aula? E talvez seja difícil de vc me responder isto, mas qual das duas vc gostou mais? Um beijo!

        1. Afrodite, no comentário anterior você fez uma pergunta que eu não respondi – sobre quais as nacionalidades predominantes…. Muuuuitos asiáticos e as outras nacionalidades são bem diversificadas, mas asiáticos sempre tomam conta hahaha. Laboratório da ELS: pra ser bem sincera, acho meio desnecessário, mas por outro lado, é uma oportunidade de interagir com pessoas de outras salas pois eles unem as turmas para essas aulas. Idade: a faixa etária tanto da ELS quanto da EC é bem variada, mas a EC oferece cursos para alunos acima de 30 anos…. Às vezes é realmente complicado para um adulto ter que conviver com um monte de adolescentes com objetivos completamente diferentes. Ps: A metodologia aplicada é a mesma! Não sei se a ELS oferece essa opção…. Quanto a interação: todos os alunos interagem muito bem uns com os outros e é muito fácil fazer grandes amizades em uma escola de idiomas, pois todos estão vivendo a mesma experiência e raramente você sairá sozinha, mas claro que você também precisa estar aberta a isso. Pra ser bem sincera, eu gostei das duas escolas, cada uma com suas particularidades mas no fim das contas o intuito é o mesmo: estimular a confiança e a prática do idioma. Caso queira conversar mais, sinta-se a vontade para me enviar um e-mail em passaporteousado@gmail.com ou andreiajms@gmail.com e você também pode me encontrar nas redes sociais… Super beijo!!!!!

  20. Adorei o post, aprender inglês no mundo de hoje realmente é necessário para ser um bom profissional independente da área exercida. O inglês está tão popular que até mesmo nas cidades brasileiras está presente, principalmente em letreiros (open, fast food, welcome…), e a gente sequer dá atenção, devido a correria do dia a dia. O inglês vive entre nós e quem não se adaptar a essa invasão, ficará parado no tempo. Ok, isso foi muito dramático, mas será mais ou menos assim mesmo.
    Beijos 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *